quinta-feira, 9 de dezembro de 2010

O GOLPE

Tudo planejado do inicio ao fim. Para deixá-la intimidada. Para deixá-la sem ação. Para deixá-la fraca. Golpes precisam ser muito bem tramados e certeiros. Sem falhas. Mas, um golpe baixo, já é uma falha. Uma falha de caráter. Uma atitude ardil.

Clarice olhou para o céu e o sorriso branco estava lá, mais uma vez, como uma pintura para ela.
E tinha certeza do seu merecimento: Isso sim era um golpe de mestre!


.

Um comentário:

  1. O bom é que no final tudo da certo. E viva a Clarice!!!

    ResponderExcluir